02/12/2014 às 16h20

Dia mundial de luta contra à AIDS

A médica Elizabeth Rigo Deberaldini apresentou dados sobre a doença

O dia 1º de dezembro foi internacionalmente instituído como o Dia Mundial de Combate à AIDS e é uma data para que o mundo una forças para a conscientização sobre essa doença. Desde o final dos anos 1980 o dia vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde 33,5 milhões de pessoas convivem com o vírus do HIV no planeta, e diariamente surgem 7.500 novos casos.

Conforme Dra. Elizabeth Rigo Deberaldini - palestrante convidada para apresentar o assunto aos funcionários do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC) – somente no Estado de São Paulo são 20 novos casos diariamente. De janeiro de 1980, quando o primeiro caso foi diagnosticado no Brasil, mais especificamente no Estado de São Paulo, até junho de 2014, o Estado registra 236.514 casos de HIV positivo. Destes, 162.988 são homens e 73.526 mulheres.  

Em Indaiatuba, de 2006 a 2014, foram registrados 360 novos casos, com incidência maior entre pessoas de 20 a 49 anos. Em 2012 foram 48 casos de HIV/AIDS, 44 casos em 2013 e 92 casos até outubro de 2014. Outra informação destacada pela médica especializada em Medicina da Família, é que o número cresce não apenas dentro desta faixa etária, como também passa a ter um registro maior também com pessoas acima dos 60 anos.

Especificamente dentro do ambiente hospitalar, Dra. Elizabeth destaca os riscos ocupacionais que profissionais de enfermagem, limpeza e lavanderia correm, e ressaltou os cuidados com manejo e utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para prevenção de acidentes com materiais perfurocortantes.

Este evento fecha um ciclo de palestras internas realizadas pelo HAOC com temas relacionados às campanhas de prevenção e diagnósticos, como o Outubro Rosa, que trata sobre o câncer de mama e o Novembro Azul, sobre o câncer de próstata. Para encerrar, aconteceu sorteio de brindes aos participantes e foi servido um café da tarde.

Fique Sabendo

É pensando no sucesso do tratamento proporcionado por um diagnóstico precoce, que foi lançada a campanha “Fique Sabendo”, uma iniciativa do Programa Nacional e Estadual de DST/Aids e Secretaria Municipal da Saúde através do Programa Municipal DST/HIV/Aids. Assim, até o dia 5 de dezembro é possível realizar um teste rápido no Hospital Dia (Avenida Visconde de Indaiatuba, Vila Vitória; telefone: 19 3825-6440). O resultado sai em meia hora, é distribuído gratuitamente pelo Ministério da Saúde e utilizado devido a sua agilidade e praticidade. No local os pacientes farão os exames DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais. Caso seja positivo para algumas das doenças, passarão por um processo de aconselhamento, feito de forma cuidadosa e sigilosa.

Dra. Elizabeth destacou também que o diagnóstico auxilia na diminuição de transmissão do vírus, pois o portador é orientado a evitar as diversas formas de contágio: sexo sem proteção de preservativo; agulhas compartilhadas; na gestação. Neste caso ela aponta um outro número importante: as mães portadoras do vírus têm 97% de chance de ter filhos sem HIV se fizerem o tratamento durante a gestação.

Aids

A aids é a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, uma doença causada por um vírus chamado HIV. Ele ataca as células responsáveis pelas defesas do organismo e aumenta a chance de aparecimento de outras doenças oportunistas (infecções e tumores). A aids não tem cura, mas o tratamento permite viver bem, por muito tempo. Por isso é importante ter o diagnóstico da doença o mais rápido possível. É indicado realizar o teste nas seguintes situações:

- Pessoas sexualmente ativas e que nunca realizaram o teste;

- Se praticou sexo (oral, vaginal ou anal) e não usou camisinha;

- Se tem ou teve tuberculose e hepatites;

- Se teve, ou acha que teve, uma doença sexualmente transmissível (DST);

- Se compartilhou seringas e agulhas;

- Se está grávida.


Galeria de Imagens:

Parceiros

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Revista Digital
Conheça a história da saúde de Indaiatuba e região
Haoc Saúde © 2020 Todos os direitos reservados | Política de privacidade