10/07/2017 às 22h38

Novo Centro Obstétrico do HAOC será inaugurado dia 16

Espaço de 231 m² é destinado para etapas de pré-parto, parto e pós-parto

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), Fundação Leonor de Barros Camargo (FLBC), em parceria com a Prefeitura Municipal de Indaiatuba e Secretaria Municipal da Saúde, inauguram no dia 16 de fevereiro, às 9h, o novo Centro Obstétrico, espaço destinado para acompanhamento e realização do parto em três etapas, conhecidas como PPP: pré-parto, parto e pós-parto.

Com 321,33 m², o Centro Obstétrico é composto por cinco quartos PPP com banheiro, posto de enfermagem, conforto médico, sala de espera, sala de parto cirúrgico e parto normal e sala de avaliação e recepção de recém-nascidos. O espaço conta ainda com expurgo, depósito de material de limpeza e banheiros para funcionários. A interligação entre o Centro Cirúrgico e Centro Obstétrico é ao lado da sala de parto cirúrgico e parto normal. O local conta com piso vinílico, portas e janelas em alumínio com pintura eletrostática branca, pintura das paredes em acrílico semi brilho e bancadas e pias de inox e granito. O HAOC investiu para a realização desta etapa R$ 550 mil.

A Prefeitura de Indaiatuba, através da Secretaria da Saúde, investiu R$ 350 mil para aquisição de equipamentos médicos, cirúrgicos e mobiliário, tais como mesas de parto, berços climatizados e armários.

Com esta nova estrutura, é possível que a gestante seja acompanhada por um familiar desde o pré-parto até o pós-parto imediato, promovendo um ambiente com privacidade, tranquilo e seguro para a parturiente e seu acompanhante. O conceito abrange protocolos que vão desde a admissão da gestante no Centro Obstétrico, o momento do parto e logo após o nascimento do recém-nascido realizar contato pele a pele e incentivar o aleitamento materno. Após a realização destes três ciclos, mamãe e bebê são encaminhados para a maternidade, onde permanecem pelo tempo necessário para a alta clínica. 

Homenagem

O Centro Obstétrico receberá o nome de “Maria Carolina Ambiel” em homenagem à enfermeira e parteira que trabalhou em nossa cidade no início do século passado, no qual, segundo registros do Centro de Memória da Colônia Helvetia, acompanhou (e/ou executou) mais de 2 mil partos normais. O nome foi analisado e aprovado pelo Conselho Consultivo e Conselho Administrativo da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba e foi uma indicação do gabinete do vereador Alexandre Peres.

Maria Ambiel, como era conhecida, nasceu em Indaiatuba no dia 12 de fevereiro de 1895 e faleceu aqui mesmo, onde morou a vida toda, no dia 27 de novembro de 1973. Solteira, filha de Anton Ambiel e Tereza Amstalden Ambiel estudou enfermagem no Hospital Santa Catarina, em São Paulo e atuou em nossa cidade como parteira, sem nada cobrar, principalmente na zona rural. Além de atender as parturientes, Maria Ambiel costurava e bordava enxovais, que doava para as mulheres carentes.  Atualmente o Centro de Memória da Helvetia guarda em seu acervo essas toalhas – algumas usadas na Igreja da comunidade - e vários instrumentos que ela usou como parteira e enfermeira, incluindo vidros de remédios. Maria Ambiel anotou em um diário os partos que participou, registrando o nome da criança e, em alguns casos, o presente que ganhou pelo dedicado serviço prestado: frutas, galinhas e às vezes uma compota de doces.

Texto e fotos: Heloisa Pignatelli Santaliestra – Assessoria de Imprensa/HAOC

Parceiros

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Revista Digital
Conheça a história da saúde de Indaiatuba e região
Haoc Saúde © 2020 Todos os direitos reservados | Política de privacidade